TOP Magazine

03 jul

Educação financeira para mulheres

Iniciativa contempla cursos sobre o mercado financeiro, renda fixa e variável, além de uma rede de experiências e networking

POR Redação 3 MIN

03 jul

3 Min

Educação financeira para mulheres

POR Redação

	

Há cerca de três anos, as empresárias e investidoras Regina Giacomelli Politi, Simone Schapira Wajman e Marilene Bertoni Nigro passaram a organizar encontros informais frequentes com o objetivo de ajudarem umas às outras a buscar conhecimento e trocar experiências sobre economia e finanças. Foi assim que surgiu a ideia de criar o GIMI NETWORK – Grupo Independente de Mulheres Investidoras, uma rede de educação financeira e experiências voltada ao público feminino.

Devido à proporção alcançada pelos encontros, as três sócias – Regina, Simone e Marilene, decidiram profissionalizar o modelo e convidaram a economista Luciane Ribeiro para integrar a sociedade, criando o GIMI NETWORK como plataforma de educação financeira. A plataforma contempla duas vertentes: a educacional, com cursos de educação financeira voltados para mulheres, e a de experiências networking, que funcionará como um clube para associadas. O curso é composto por três módulos que abordam temas ligados ao mercado financeiro, renda fixa e variável, legislação, economia e investimentos.  O corpo docente será composto por professores com excelência acadêmica. Já a vertente de experiências funcionará como uma rede de confiança com troca de experiências e conteúdos exclusivos para associadas. As participantes terão acesso aos encontros promovidos pelo grupo, além de consultoria individual, palestras, almoços e viagens de conhecimento ligadas ao universo financeiro. As inscrições para os cursos e para a rede podem ser feitas pelo site da empresa.

“O objetivo do GIMI NETWORK é reunir mulheres de todas as idades e níveis de conhecimento que estejam em busca de educação financeira, independente da finalidade – cuidar de suas finanças pessoais e familiares. “Nosso propósito é preparar as mulheres a tomarem suas próprias decisões nos seus investimentos” explica Regina Politi, uma das idealizadoras do projeto.

A história do GIMI NETWORK começou em março de 2017, quando Regina precisou retomar as rédeas de sua vida financeira após um divórcio. Sem entender nada sobre o assunto, decidiu pedir ajuda para Simone Schapira Wajman e Marilene Bertoni Nigro – amigas de longa data, que já tinham experiência em cuidar de seus patrimônios. Simone, nutricionista de formação, era dona do próprio negócio, mas com o falecimento do pai precisou assumir uma cadeira no conselho da empresa da família junto aos seus sócios, até o processo de IPO e alienação total da empresa. Nesse período, mergulhou no universo financeiro e hoje gere seu patrimônio e o da família.

Marilene fundou duas empresas e, anos depois, vendeu ambas. Hoje atua no segmento de empreendimentos imobiliários de alto padrão. Já Luciane, que chegou à sociedade no ano passado, tem 36 anos de experiência no mercado financeiro, foi CEO de Asset Management de grandes bancos e gestora de fortunas. Atualmente é membro do Comitê de Investimentos do Fundo de Pensão da ONU nos USA, representando a América Latina.

Nos encontros, geralmente realizados na casa de Regina, as amigas também convidavam professores e especialistas para auxiliá-las na troca de conteúdo. Pouco tempo depois, o grupo foi aumentando e hoje conta com cerca de 20 mulheres, com o mesmo objetivo: entender de economia, legislação e finanças para gerir seu patrimônio.

“Poder usar nossa experiência de vida aliada à educação para promover a inclusão de mulheres no universo financeiro é gratificante”, dizem as sócias Simone, Marilene e Luciane. O próximo passo do GIMI NETWORK  é desenvolver uma plataforma de cursos gratuitos voltados para mulheres e empreendedoras de baixa renda.

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO