TOP Magazine

20 Maio

Chardonnay Day

Um brinde à Rainha das Uvas Brancas

POR @melissalenz 3 MIN

20 Maio

3 Min

Chardonnay Day

POR @melissalenz

	

Dia 21 de maio é o Dia Mundial da Chardonnay, uma das uvas mais versáteis do mundo. Digamos que ela reina absoluta no universo dos vinhos brancos, assim como a Cabernet Sauvignon entre os tintos.

 

Estrela indiscutível de muitos terroirs mundo afora, essa cepa originária da Borgonha, na França, também é protagonista de vinhos espetaculares no Chile e altamente pontuados, como o célebre Marques de Casa Concha Chardonnay, elaborado pelo premiadíssimo enólogo Marcelo Papa. O vinho é produzido no Vinhedo Quebrada Seca, em Limarí, Chile, a somente 22 quilômetros do oceano Pacífico, na margem norte do rio Limarí. Os solos são argilosos e ricos em carbonato de cálcio; as temperaturas são frias e as manhãs nebulosas, o que permite que a fruta amadureça lentamente e sejam obtidos, por fim, vinhos mais frescos.  Com potencial de guarda até 2023 o vinho tem coloração amarelo claro. É um vinho complexo, elegante e vibrante, que proporciona sabores de pera branca com notas minerais e notas de avelãs torradas.

 

Vinhedo Quebrada Seca, em Limarí, Chile

 

Profundamente concentrado, com uma textura sedosa e camadas de pera e figo maduro, além de sabores minerais, final longo e vibrante. Harmoniza bem com Mariscos e peixes em molhos com manteiga, queijo ou creme; carnes brancas como coelho, peru, porco ou aves de caça; pratos leves à base de legumes ou grãos; curries suaves à base de leite de coco; ravioli, lasanha e polenta com molhos brancos.

Marcelo Papa
Marcelo Papa está à frente dos vinhos Marques de Casa Concha há mais de dez anos. Foi enólogo do ano em 2004 pelo Guide to Chilean Wine, e em 2007, pela Chilean Circle of Wine Writers e Chilean Food and Wine Association. Em 2019 conquistou novamente a posição de melhor enólogo do ano pelo Chile Special Report do Tim Atkin

Sobre a Chardonnay

Mais famosa variedade de uva branca, seus frutos resultam em vinhos com aromas de brioche, flores brancas ou amêndoas, mas sua expressão pode variar dependendo do solo, terroir e métodos de vinificação. É com ela que se fazem também champagnes sublimes e os famosos Chablis da Borgonha. Há registros que remontam à era das cruzadas, de que essa cepa nasceu de um cruzamento da gouais e da pinot noir. O fato é que ela gera vinhos elegantes, de reflexos dourados e brilhantes, ideais para acompanhar peixes e carnes brancas, muitos deles, podendo ser guardados e esquecidos na adega para revelar surpreendentes características quando abertos.

Serviço: 

Marques de Casa Concha, da Concha Y Toro

País: Chile
Região: Valle del Limarí
Tipo: Branco
Uva: Chardonnay
Produtor: Concha y Toro
Amadurecimento: 12 meses em barricas de carvalho francês.
Volume: 750ml
Graduação alcoólica: 14%

 

 

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO