TOP Magazine

Aroma parisiense

Um giro pelo universo dos perfumes com dicas de lojas emblemáticas, cheias de histórias e muita exclusividade pela especialista Ana Volpe

POR Redação 3 MIN

27 jul

3 Min

Aroma parisiense

POR Redação

	

A paixão da perfumista e consultora olfativa, Ana Volpe, pelos perfumes e toda a envolvente história, fez com que ela se tornasse uma pesquisadora assídua do tema. Ela é farmacêutica industrial com especialização em cosmetologia e perfumaria, e psicóloga com especialização em psicanálise pela USP-Universidade de São Paulo. E conta sobre sua última imersão em Paris. “Eu sempre fui muito vaidosa, desde a adolescência. Gostava de usar, experimentar os perfumes e cremes que eu tinha em casa e da minha mãe. A Cinquième Sens é uma escola independente, muito reconhecida. Além de formar perfumistas, possui módulos de cursos independentes. A primeira vez escolhi estudar na unidade de Gracie (capital do perfume no mundo), em Provence. Desta vez, resolvi fazer em Paris. Muitos perfumistas renomados da atualidade, se formaram na escola. Inclusive o Kilian Hennessy, herdeiro do grupo LVMH e que resolveu ter uma marca com nome homônimo, que é um sucesso absoluto.

Em Paris, no cruzamento entre a rue Cambon e rue Saint-Honoré, tem várias lojas de perfume de nicho, como a Kikian, Parfums de Marly e a Memo, uma do lado da outra. São lojas superfechadas, pequenas e que tem uma perfumaria muito exclusiva. Ainda na Saint-Honoré, na esquina, tem a Celine, que inaugurou recentemente uma loja só de perfumes, que é um luxo. Lá, os perfumes são como joias, porque o storytelling de cada um deles é incrível, os ingredientes, a combinação de cada aroma. Ali perto também tem a Chloé, loja exclusiva para a perfumaria de nicho deles e a loja Serge Lutens e Byredo, que proporcionam uma experiência olfativa e sensorial.  Na cidade, também existe uma perfumaria de multimarcas que se chama Nose, que possui todas as marcas de nicho em um único lugar. A hora que você entra nessa loja, você para em um lugar que parece um bar, onde você é convidada para sentir vários perfumes até entender a sua personalidade olfativa. Tudo isso às escuras, sem saber a marca nem nada. Uma experiência bem bacana!

Algumas curiosidades sobre as perfumarias: a Parfum de Marly antes, era um dos palácios bem pequenos do Luís XIV e que tinham um jardim repleto de flores, feitos para as pessoas que fossem visitar o palácio (a maioria dos palácios dele tinham essa característica, mas sobretudo, esse tinha todo jardim montado com flores perfumadas). Eles se inspiraram nessa experiência de composição de flores do Palácio de Marly para criar a marca”, comenta Ana. Acompanhe mais dicas e novidades do setor em @aninhavolpe

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO