TOP Magazine

treta a três

Novo álbum de Marcia Castro tem pegada pop e videoclipe provocante com Cléo Pires

POR Redação 1 MIN

28 nov

1 Min

treta a três

POR Redação

	

Cantora baiana radicada em São Paulo, Marcia Castro está dando o que falar com o lançamento de Treta, seu quarto disco. A começar pelo clipe do primeiro single Noites Anormais (com versos como “Ela vem e vai. Me arranha e vai… Vem que a gente vai”), que mostra ela e a atriz Cleo Pires simulando um ménage à trois. Com uma nova roupagem que mistura pop, funk, eletrônica e ritmos baianos, o álbum lançado pelo selo Joia Moderna, do DJ Zé Pedro, veio em um momento de mutação na vida da artista. “Treta surgiu de uma profunda crise que se estabeleceu em minha vida pessoal e gerou novas conexões, experiências e desafios, principalmente com relação aos meus afetos e ao meu corpo”, diz à TOP. De acordo com Marcia, esse é o motivo pelo qual as músicas têm um tom sensual – “todas as escolhas passaram por esse sabor sexy” –, assim como o projeto gráfico do disco, assinado pelo diretor de arte Giovanni Bianco, que já trabalhou com Madonna, Nicki Minaj, Marisa Monte e Anitta. “Eu o conheci em Nova York, no ano passado, e tivemos uma sintonia especial. Ele sabe exatamente o que quer e extrai da gente o que precisa para isso”, conta. Confira a entrevista na íntegra com Cléo Pires:

TOP: Como e quando conheceu a Marcia Castro?

Não lembro quando mas foi num café perto de onde moro em São Paulo. O Zé Pedro, que é nosso amigo em comum e tem o álbum da Márcia no selo dele, nos apresentou e já começamos a falar das músicas, do clipe, apresentei a ideia de termos o Cabelo como diretor e tudo fluiu.
Como surgiu o convite para o clipe e o que fez vc aceitá-lo?

O Zé Pedro entrou em contato comigo e me mostrou o som. E eu amei. Foi simples assim.
Por que você acredita que foi escolhida para atuar neste clipe?

Isso você tem q perguntar pra Márcia (risos)… só ela sabe
Você se identificou com a música ao escutá-la pela primeira vez?

Eu me apaixonei não só pela música, me apaixonei pelo som que a Márcia fez nesse álbum.
O que mais te chama atenção no trabalho dela?

A diversidade de sons, a liberdade que ela mantém como artista.

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO