TOP Magazine

O Intruso

Como num conto, O intruso é rápido e conciso ao expor as aflições de uma família refém de um visitante

POR WALTER DE SOUSA COM EXCLUSIVIDADE PARA TOP MAGAZINE 3 MIN

01 nov

3 Min

O Intruso

POR WALTER DE SOUSA COM EXCLUSIVIDADE PARA TOP MAGAZINE

	

Bastam cinco minutos para o espectador entender que todos os personagens de O Intruso, dirigido por Paulo Fontenelle, sabem o motivo da situação que estão vivendo. O jogo, então, é a trama ser desvendada pelo detetive espectador. A história é simples e só se revela no final, por dedução de quem assiste. Um visitante toca a campainha de uma casa de família de classe média alta – a locação é na região serrana do Rio de Janeiro, em Itaipava – e a partir daí todos se tornam reféns do “intruso” (as aspas podem ser interpretadas como spoiler). Pai, mãe, filhos, nora assustados, menos a neta Yasmin, que parece entender a presença do visitante, vivido por Eriberto Leão, que age como um juiz, punindo aqueles que infringem alguma regra de convivência. Ninguém pode sair da casa ou se comunicar, apenas esperar os acontecimentos, sem saber se a visita terminará ou não.
Há um trabalho com a trilha para impulsionar o suspense e cenas em que a ação é retardada ao mostrar os moradores se arrastando, medrosos, pelos sombrios cômodos da casa. Como numa narrativa literária, o filme se apresenta como um conto, rápido e conciso, com desfecho pouco impactante no sentido cinematográfico, mas entregando ao espectador a tarefa de encontrar sua versão mais “confortável” para a trama.
A história da produção do filme quase dá outro filme. Fontenelle decidiu levar O Intruso adiante sem usar leis de incentivo, bancando-o praticamente sozinho. Ele foi rodado em 2007 – há doze anos! – em apenas 12 dias, o que dá ao longa uma sensação de estética vintage involuntária. O diretor conta que os atores se apaixonaram pelo roteiro e, numa primeira leitura dramática realizada na casa em que a narrativa acontece, o final foi então revelado ao elenco. A demora na edição e finalização se deu pelo alto custo desse processo, minimizado com o advento das tecnologias digitais do processo e das salas de exibição. Um bom exemplo para considerar e refletir antes de condenar o apoio financeiro externo ao cinema.

O intruso

Direção: Paulo Fontenelle
Elenco: Eriberto Leão, Danton Mello, Genezio de Barros, Lu Grimaldi, Juliana Knust,
Karla Muga, Charles Daves, Ingrid Clemente
Estreia: 31/10

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO