TOP Magazine

Não Tem Outro Igual

COM AGENDA LOTADA DE SHOWS E DIVERSOS PROJETOS EM MENTE, DÁ PARA ENTENDER O PORQUÊ JOÃO GUILHERME É UM DOS MAIORES SUCESSOS DE SUA GERAÇÃO: DETERMINADO E MUITO TALENTOSO, ELE SABE EXATAMENTE AONDE QUER CHEGAR...

POR Penélope Coelho 3 MIN

08 out

3 Min

Não Tem Outro Igual

POR Penélope Coelho

	

Ator, cantor, escritor, dublador, empreendedor e youtuber. São muitas as facetas desse garoto de apenas 17 anos de idade. Apesar da pouca idade, João Guilherme Ávila já construiu uma carreira sólida, que inclui trabalhos grandiosos. Tudo começou em 2009, quando aos sete anos participou do curta metragem O Vento. Dois anos depois, na pele do protagonista Zezé no filme Meu Pé de Laranja Lima, mostrou a que veio e não parou mais: engatou um contrato no SBT e virou galã adolescente em Cúmplices de um Resgate e na atual As Aventuras de Poliana. Mesmo estando no ar, porém, estabeleceu que 2019 seria seu ano na música. “Sempre gostei muito de cantar e tinha vontade de ser mais ativo, lançar com mais frequência”, diz ele, filho caçula do cantor sertanejo Leonardo. Manhã, Mapa Astral, Manual e Ela são algumas das canções do artista, que mesmo se desdobrando em tantas atividades, arruma tempo para fazer tudo. “O dia é bem longo e a semana é mais comprida ainda, então é só dividir certinho. Não fico sobrecarregado, é suave. Dá tempo de ter namorada, amigo, festinhas, jogar videogame, faço tudo”, sorri. “Quem realmente me influenciou a ser cantor foi meu tio Pedro Lucas (o Pe Lu, ex-integrante da Restart, atualmente na banda Selva). Sempre esteve presente na minha carreira e por isso tenho leveza em deixar que cuide dessa parte musical.” Além da música, João Gui tem outras grandes paixões: Jade Picon — influenciadora digital e sua namorada —, viagens e festas. Falando nisso já está nos preparativos para seu aniversário de 18 anos, em fevereiro do ano que vem. “Vai ser uma zona. Eu tenho muitos amigos, conheço gente de todos os lugares, vai ser a festa que eu gostaria de ir.” Com 11 milhões de seguidores no Instagram e quatro milhões em seu canal no YouTube, João fala com responsabilidade sobre as redes sociais. “Eu uso como instrumento de trabalho. Mas sou muito desencanado, se tivesse a opção de ninguém mais ter Instagram, Facebook, Twitter, eu apertaria o botão para que acabasse. Tem muita gente falando besteira, não gosto disso, não. Mas ainda bem que também tem gente sensata”, reflete o artista, que agora se arrisca na moda, com sua marca de roupas We Blossom, feita em parceria com o amigo Nicholas Arashiro. “Nesse último ano, tenho ficado bem ligado nessas coisas.” Para o futuro, é enfático: “Não quero pouco. Quero ser bem-sucedido no que estiver fazendo. E vou ter uma família grande.” Para realizar esses sonhos, João Guilherme está correndo atrás: trabalha muito, mas sem deixar de curtir a vida como qualquer adolescente de sua idade. “Meu desejo é que todo mundo fique bem”, sorri o galã, que já tem planos para uma nova turnê e cinema no ano que vem.

 

Foto: Divulgação

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO