TOP Magazine

Isabella Taviani

Vem conferir a entrevista exclusiva que a TOP fez com a cantora e dona de diversos sucessos da MPB, Isabella Taviani

POR Penélope Coelho 3 MIN

20 set

3 Min

Isabella Taviani

POR Penélope Coelho

	

Dos bares da noite carioca aos grandes palcos do país, a cantora e compositora Isabella Taviani conquistou lugar de destaque na música popular brasileira. Filha de uma pianista e neta de um cantor de ópera, ela carrega a música nas veias. Com centenas de milhares de discos vendidos, vários sucessos tocados nas rádios, temas de novelas e um público que cresce a cada dia, lotando suas apresentações pelo Brasil, Taviani completou 15 anos de carreira no ano passado, e por isso resolveu comemorar com a turnê “15 Anos, Eu e Você”, enquanto se prepara para lançar seu novo álbum – com previsão de lançamento para o final do ano –, e ao mesmo tempo que vive a maternidade pela primeira vez, junto com a sua esposa Myllena, que deu à luz aos gêmeos Ignácio e Estevão.
A TOP bateu um papo super especial com a cantora, vem conferir!

TOP: Como estão os preparativos para o “15 Anos, (Só) Eu e Você” no dia 25 de setembro no Rio, no Sesi Centro RJ?
Isabella: Já é o encerramento dessa turnê de comemoração aos 16 de carreira, um show que eu já percorri muitas capitais, cidades do interior também. É um show que já estou habituada, já está se despedindo, talvez seja uma das últimas chances dos cariocas assistirem a este show. Então, a novidade é que agora eu estou fazendo show depois do nascimento dos gêmeos, o que me deixa muito ansiosa pra voltar pra casa logo.

TOP: Falando nisso … pode falar um pouquinho de como o nascimento dos gêmeos Ignácio e Estevão, está transformando a sua vida e a de sua esposa? Como está sendo esse período, é recente ne ….
Isabella: É recente, eles nasceram no dia 08/09, é uma experiência incrível algo que eu não imaginava que fosse acontecer. Eu sou uma mulher de 50 anos, eu não pretendia mais isso, mas a minha esposa sempre quis muito desde que nós nos relacionamos, já tem dez anos praticamente. Então, eu achei que a gente não podia esperar mais, que tinha que ser agora e realmente eu to vivendo um momento de muita alegria, de me sentir completa, plena, é muito diferente de qualquer coisa que eu já tenha vivido. Eu acompanhei o parto, eu gritava, chorava de emoção, foi muito emocionante. Então, eu acho que a parte de inspiração e de composição já está sendo muito beneficiada a cada momento que eu coloco os meus filhos no colo para ninar eu to compondo uma canção nova, uma melodia nova, é uma inspiração que não tem fim. A única coisa que a gente tem é essa vontade louca de voltar pra casa, são madrugadas acordada, são dois, não é só um bebê. E outra coisa que eu acho muito incrível e acho que todas as mães sentem isso é o valor que eu dou a minha mãe, sabe? Acho que só depois que a gente é mãe é que a gente entende o valor de uma mãe e o amor absoluto de uma mãe por um filho, por que não é mole não passar por tudo isso, carregar um filho durante tantos meses e dar tudo de si. Então, eu to dando muito valor a minha mãe, to enchendo ela de beijos toda hora.

TOP: E voltando ao show de onde surgiu a ideia para esse show comemorativo para os 15 anos?
Isabella: Eu tenho algumas canções que em todos os shows eu sempre toquei, como “digitais”, “foto polaroide”, “luxúria”, “diga sim pra mim”, são músicas emblemáticas da minha carreira, embora em todos os shows essas músicas sempre estiveram no setlist, senti que precisava fazer um show que falasse mais sobre a abrangência da minha carreira num todo, até cantar canções do lado B também, que eu sei que o fã gosta muito e que há muito tempo não ouvia, então o repertório foi muito difícil de escolher e ai a gente resolveu fazer uma homenagem a cada disco que eu lancei, com as principais canções. Mas, ao mesmo tempo também sacando algumas canções que eu não fazia há muito tempo e fazendo arranjos novos para elas.

TOP: Vi que você tá se preparando para gravar um álbum novo? O que você pode adiantar pra gente?
Isabella: Eu comecei a fazer o álbum no início de 2018, esse álbum eu gravei duas faixas primeiro “A Vida Vive Sem Você”, foi uma canção que já tocou no rádio desde o início do ano de 2018. Depois eu gravei mais uma balada. Fui pra Argentina no final de 2018 e gravei cinco faixas lá. A minha ideia era ir lançando single a single, por volta de três em três meses, mas não aconteceu, por que “A Vida Vive Sem Você” que foi o primeiro single- tocou muito bem, e começamos a turnê com ela, por isso achei que misturaria muito ficar lançando single a single durante um ano de turnê dessa minha comemoração de 16 anos de carreira,  eram 15 né, agora 16 –risos-.
Então, eu achei melhor segurar essas canções pra que quando terminasse essa turnê lançássemos uma nova, a turnê do disco novo. Eu fiz um total de 11 faixas. Nesse momento estamos estudando a data de lançamento desse novo álbum, ele está pronto, falta a penas a parte gráfica de ilustração da capa.  A gente estava muito preocupado da data de lançamento do álbum coincidir com o nascimento dos bebês, então fizemos tudo pensado para o momento certo.

TOP: Agora já são 16 anos de carreira, qual o balanço que você faz deste período?
Isabella: Eu acho que quando você inicia uma carreira você tem uma perspectiva gigantesca do que é uma carreira artística e com o decorrer desses anos todos, você vai percebendo que o mais importante de tudo isso é você conseguir se manter no mercado de forma madura, de forma segura.  Eu acho que esses 16 anos me mostraram que eu sou uma artista que tem o lugar de trabalho nesse mercado de MPB. Me fez amadurecer muito entender que os artistas vão chegando e cada um vai tendo o seu espaço, e que o mais importante é você permanecer no mercado de maneira forte e segura e ter uma base de fãs muito grande, esse público que eu tenho é muito fiel e me dá a segurança e prazer de continuar a compor e fazer meus shows.

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO