TOP Magazine

Filhas do sol

Diretora coloca espectador entre mulheres curdas guerrilheiras para enfrentar o terror do Estado Islâmico

POR Walter de Sousa com exclusividade para a TOP Magazine 3 MIN

20 set

3 Min

Filhas do sol

POR Walter de Sousa com exclusividade para a TOP Magazine

	

Ao entrar no cinema para ver Filhas do sol, filme de Eva Husson, é preciso prender a respiração. Há uma tensão que se instala desde a primeira cena, um close no rosto da jovem curda Bahar (a atriz iraniana Golshifteh Farahani), até a conclusão, com outro close, da jornalista francesa Mathilda (Emmanuelle Bercot). Trata-se de um filme violentíssimo que prescinde das cenas de violência e de corpos dilacerados, e que tem por linha narrativa o encontro dessas duas mulheres. Elas estão em meio aos confrontos entre a guerrilha curda contra o violento Estado Islâmico (ISIS) para recuperar o Curdistão, região localizada entre a Turquia, o Irã, a Síria e o Iraque. Ao invadir a Síria em 2012, o Estado Islâmico prendeu milhares de mulheres curdas que foram vendidas como escravas brancas. Muitas delas conseguiram escapar dessa condição e algumas constituíram um destacamento feminino da guerrilha, no filme chamado Filhas do Sol. Bahar foi uma delas e é acompanhada pela correspondente de guerra Mathilda na sua missão de resgatar crianças de uma escola dominada pelo ISIS. Entre elas está seu filho raptado.

A personagem Mathilda se baseia na jornalista Marie Colvin, do jornal inglês The Sunday Times, que morreu em 2012 na Síria. A caracterização de Bercot inclui o tapa olho usado por Colvin após perder a visão com a explosão de uma granada enquanto cobria a Guerra Civil do Sri Lanka.

O roteiro entremeia o passado de Bahar como escrava sexual e sua liderança da guerrilha nos ataques ao Estado Islâmico. As sequências de guerra são impecáveis, com a câmera inserindo o espectador na linha de visão das mulheres em suas incursões urbanas, nas ruas devastadas ou em túneis subterrâneos, sob a iminência de contra-ataques e ritmando o suspense com a respiração acelerada das mulheres. Ou seja, o horror da guerra ao alcance do grande público. Um filme arrebatador que impõe o terror ao espectador como forma de promover sua reflexão sobre a barbárie.

Vem conferir o trailer:

 

Filhas do sol

Direção: Eva Husson

Elenco: Golshifteh Farahani, Emmanuelle Bercot, Zübeyde Bulut

Estreia: 26/9

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO