TOP Magazine

Da California a Portofino

O novo modelo da Ferrari, lançado no Salão de Frankfurt para suceder a California, tem nome inspirado no glamoroso lugarejo italiano

POR Roberto Marks 2 MIN

27 nov

2 Min

Da California a Portofino

POR Roberto Marks

	

Portofino, o minúsculo e charmoso vilarejo incrustado na costa da Liguria, noroeste da Itália, serviu de inspiração para a tradicional marca italiana de esportivos “batizar” seu mais novo modelo. Conforme destaca o material de divulgação da fábrica, a escolha se deve ao fato daquele local ter se tornado, ao longo dos anos, sinônimo de elegância, esportividade e discreto luxo. A Ferrari define seu novo modelo como a perfeita combinação das três qualidades destacadas acima e com muito conforto.
California, modelo fabricado desde 2009 e agora “aposentado”, foi um marco na linha da Ferrari como o primeiro a ser produzido na configuração mista cupê-conversível. A proposta visava oferecer uma opção versátil ao mercado, que pudesse ser utilizada em qualquer estação do ano. Foi definido então como o modelo de entrada da marca, com o preço mais acessível, para cativar novos clientes, especialmente às mulheres.


Portofino, o novo modelo, mantém a mesma configuração: cupê fastback 2+2, que se transforma em conversível com o teto rígido retrátil acomodado no porta-malas, o que pode ser feito com o carro em movimento. Nos detalhes de estilo desenvolvido pelo Ferrari Design Center pode-se notar que a nova Ferrari tem linhas mais atuais e agressivas do que sua antecessora. Tanto no desenho do imponente frontal, como nos detalhes das nervuras nas laterais com a finalidade de aprimorar a aerodinâmica.
Califórnia, o estado americano que já foi inspiração para outros modelos da montadora italiana lançados no passado, continua sendo o mercado alvo da fábrica e o novo modelo manterá o valor mais em conta, se é possível uma Ferrari ter preço acessível: algo em torno de 200 mil dólares no mercado internacional (aqui no Brasil deverá custar de 1,8 a 2 milhões de reais). Desta forma, a Ferrari pretende sustentar os números de venda da California, algo em torno de 20 a 25% do total comercializado pela marca.
Portofino, a nova Ferrari, tem elegante interior revestido em couro e é ligeiramente mais espaçosa que a California, em especial nos bancos traseiros, mas que continuam acomodando com razoável conforto apenas duas crianças. O painel também segue as modernas tendências mesclando informações analógicas e digitais, enquanto sistema de infoentretenimento vem com tela de 10,2 polegadas sensível ao toque. A escala de cores da carroceria tem uma oferta especial: o vermelho Portofino.

 

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO