TOP Magazine

Contra a homofobia

Obra de Guto Requena "Meu Coração Bate como o Seu", instalada na Praça da República, reforça espírito de resistência e luta da classe

POR Redação 2 MIN

18 jun

2 Min

Contra a homofobia

POR Redação

	

2019 tem sido um ano de importantes conquistas para o movimento LGBTQ+, além da 23ª edição da parada LGBT de São Paulo que acontece neste domingo, 23/06 e espera um público de mais de 3 milhões de pessoas, em maio deste ano, seis dos onze ministros do Supremo Tribunal Federal votaram a favor de enquadrar a homofobia e a transfobia como crime de racismo. Essa vitória fortalece a luta por igualdade social e direito das minorias do Brasil, uma vez que o país lidera o ranking mundial de assassinatos à comunidade (o ano de 2018 registrou 420 assassinatos de LGBT+ brasileiros).
Para o designer, arquiteto e urbanista, Guto Requena, a arquitetura e o design são uma ferramenta muito importante de ativismo no movimento  LGBT+. “O design nos convida a pensar sobre igualdade e direitos humanos de maneira simples e com grande poder de propagação, pois as obras podem expressar ideias, conceitos e chamar atenção para essas questões”, destaca Guto.  O arquiteto  projetou recentemente a instalação “Meu coração bate como o seu”, na Praça da República, região central de São Paulo, que ficará exposta até o mês de setembro. O trabalho foi feito a convite da National Geographic, que produziu uma série de TV chamada Hack the City com quatro artistas plásticos, entre os quais Guto Requena.
No interior da obra, feita em parceria com a GTM Cenografia, caixas de som tocam trechos de depoimentos de ativistas. Ao anoitecer, luzes no interior da obra pulsam no ritmo de batimentos cardíacos, transformando-a numa escultura iluminada. ‘Meu coração bate como o seu’ é composta por cilindros de aço carbono industrial, usados em obras de infraestrutura urbana. Eles foram seccionados e agrupados, num gesto que sugere união. Para participar da obra basta enviar um depoimento para número de WhatsApp ((11) 99377-0058) com até 3 minutos de duração. Alguns depoimentos serão selecionados para integrar a instalação.

Confira as fotos: (crédito- Ana Mello)

© 2018 Ana Mello
© 2018 Ana Mello
© 2018 Ana Mello
© 2018 Ana Mello

 

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO