TOP Magazine

Cheio de Charme

Marca bávara retoma o icônico esportivo BMW Série 8 Coupé

POR Roberto Marks 5 MIN

20 ago

5 Min

Cheio de Charme

POR Roberto Marks

	

O dígito 8 é icônico na linha BMW e indica emoção e esportividade destacados no design, desempenho, acabamento requintado e luxuoso, avançados recursos em tecnologia de comando, controles e assistência à condução, além dos mais modernos sistemas de conectividade. E é esse o número do novo esportivo “top de linha” da marca bávara, que, 20 anos após ter encerrado a produção do charmoso, mas não muito bem-sucedido coupé 850 – fabricado de 1990 a 1999 –, agora apresenta o BMW Série 8 Coupé.A nova geração do Série 8 foi desenvolvida para ter desempenho à altura do Porsche 911 e do luxo do Mercedes-Benz Classe S. Foi o que afirmou a gerente global de produtos BMW, Sarah Lessmann, na apresentação oficial do modelo na pista de Le Mans, na França, realizada na véspera da tradicional corrida de 24 Horas, em junho último. O coupé será lançado no mercado global em novembro e poderá ser apresentado no Salão do Automóvel de São Paulo no fim do ano, mas, devido aos entraves burocráticos, só deverá ser comercializado no Brasil a partir de 2019.
Ainda segundo Lessmann, o automóvel adota a nova linguagem de design da BMW para suas versões esportivas, unindo ao visual moderno um “toque” emocional com a influência de estilo baseada nos modelos da década de 1970. Um dos diferenciais é a tradicional grade – duplo rim (moldura) –, característica da marca, que foi remodelada e agora tem desenho hexagonal. Ainda na seção frontal, destaque para os faróis de LED – os mais estreitos já instalados em um BMW –, bem como as entradas de ar para refrigeração do radiador e freio, e o spliter na seção inferior.
O elegante perfil com lateral vincada e traseira fastback, típica dos esportivos dos anos 70, também destaca o visual musculoso. Isso é reforçado pelas rodas de liga leve de 20 polegadas e, na extremidade traseira, pelo desenho da tampa do porta-malas que incorpora o defletor (spoiler) e parte das lanternas de sinalização, também estreitas e de LED, enquanto duas enormes saídas de escapamento saltam aos olhos na seção inferior, ladeando o extrator que tem a finalidade de acelerar a passagem do ar por baixo do carro, o que amplia o efeito solo (down-force).O design interno da cabine é elegante e requintado, com revestimento em couro, podendo ser monocromático ou em dois tons, nos bancos, laterais das portas, console e painel de instrumentos que evidenciam a qualidade premium do modelo. A ergonomia é outro destaque que proporciona total apoio ao corpo nos bancos dianteiros bem dimensionados e com múltiplas regulagens. Já os dois assentos traseiros, devido ao próprio desenho da carroceria, têm limitações. O painel de instrumentos é digital com moderno display de 12,3 polegadas.
A tela da central de infoentretenimento, com 10,25 polegadas, é inclinada em direção ao motorista facilitando sua visualização e manuseio, além de poder ser operada tanto por toque, como comando de voz, gesto ou botões do controlador iDrive no volante. O novo coupé virá com NFC (Near Field Communications), o que significa que é possível bloquear e desbloquear as portas e até ligar o motor à distância com um smarphone equipado com o mesmo sistema, sem utilizar a chave convencional. O equipamento de som Bowers & Wilkins com 1375 watts é opcional.
Mais: o novo Série 8 também vem com sistema de suspensão ativa. Isso –   juntamente com a traseira multilink e rodas traseiras direcionais – proporciona “pilotar” o novo BMW Série 8 com muita segurança, especialmente em trechos de estradas sinuosas, assim como garante a manutenção de elevada dirigibilidade e estabilidade em altas velocidades. E tem uma série de recursos de assistência à condução e detecção de colisão, fora o sistema que informa ao motorista a necessidade de corrigir a linha de direção se for detectado que o carro está desviando da faixa de rolamento indevidamente.
Outro ponto forte é o sistema de tração integral BMW xDrive, que atua em configuração básica nas rodas traseiras e só envia tração para as dianteiras no caso de detectar algum sintoma de deslizamento no eixo traseiro. A montadora diz que isso será especialmente perceptível nos modos de condução Sport e Sport +. O sistema atua ainda na estabilidade direcional ao frear fortemente em superfícies de estrada com diferentes níveis de aderência entre as rodas da direita e esquerda, provocando um impulso de direção transmitido para informar o motorista sobre a necessidade de ajustar sua linha.
A versão top M850i ​​xDrive, da nova série, virá equipada com renovado motor V8 de 4,4 litros, biturbo, que ganhou turbocompressores maiores e de fluxo duplo (twin scroll), com potência de 530 cv. A caixa de câmbio automática Steptronic de oito marchas, desenhada para desempenho esportivo, possibilita mudanças mais rápidas também nas borboletas do volante. Com velocidade máxima limitada a 250 km/h, o novo BMW tem potencial para superar os 300 km/h, sem o limitador. Já a aceleração de 0 a 100 km/h deve ficar na casa dos 3,5 a 4 segundos. A BMW informou que também vai lançar a versão 840d xDrive Coupé, equipada com motor a diesel de seis cilindros em linha, com 320 cv.

Fotos: Divulgação

  • COMPARTILHE
VOLTAR AO TOPO